Time Coletaneas
1 2 3

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

POEMA PERUÍBE

Aproxima-se o aniversário da nossa querida Peruíbe. Eu sou Peruíbe de coração. Daí deu aquela vontade de fazer um poema pra nossa cidade. Aqui está:

Poema Peruíbe

(Jorge Braga)

Em um cantinho do sul
De um luminoso litoral
Debaixo do céu mais azul
Do austral de alto astral

É Peruíbe que a gente vive
E curte a bela joia atlântica
Onde amar no mar é livre
N’ águas de energia oceânica

Passam brisas, passam pássaros,
Murmúrios do mar que nunca passam
O céu perpassa os cumes da Juréia
Só nunca passa a vontade de ficar

No paraíso de cálido aconchego
Dos abraços da serra da Jureia
Ninguém precisa procurar ideia
Pra ter mais paz ou mais sossego

Ainda eu te digo velho amigo
Aqui é teu abrigo sem perigo
Nesta terra da eterna juventude
Viver é a vida e tudo em plenitude

Guaraú, Prainha, cachoeiras
Mata atlântica, nuvens em fileiras
Bandeiras oscilando e música
Aqui tudo é festa e o que resta
Esqueça, é apenas metafísica