Time Coletaneas
1 2 3

ECILLA BEZERRA



Ecilla Bezerra

Nasceu em São Paulo. É formada em teatro, língua inglesa, gerontologia.    Autora dos livros Impiedoso Vento Triste, O Chá da Meia-Noite e Memórias de Alice e de várias peças de teatro.  Acadêmica fundadora da Academia Peruibense de Letras, ocupa a cadeira n°. 36, cujo Patrono é o escritor local Oswaldo Herrera.  É, também, acadêmica correspondente da Academia Itanhaense de Letras.






.

Título: Impiedoso Vento Triste
Autora: Ecilla Bezerra
Gênero: Prosa poética
Editora: Editora Jornal dos Livros, 1960, 141 páginas

“Impiedoso Vento Triste” foi editado em 1960, quando a
autora, ainda adolescente, estreava nas letras. São
divagações líricas em forma de poemas em prosa.
Anotações intimistas das reações emotivas da autora,
pejadas de sonho e doçura.
Capa: Lothar Charoux. Edição esgotada.








Título: O Chá da Meia­Noite
Autora: Ecilla Bezerra
Gênero: Contos
Editora: All Print, São Paulo, 2012, 108 páginas
ISBN 978­85­411­0230­8

O livro reúne contos sobre a morte. Alguns, fantásticos,
outros, engraçados e, ao final, a história
que dá título ao livro. Na opinião da autora, a Morte
deve ser tratada com naturalidade,
uma vez que é a única certeza da Vida.
Capa: Malu de Freitas







Título: Poetas Brasileiros de Hoje 1986
Autores: Ecilla Bezerra e outros
Gênero: Poesia
Editora: Shogun Artes, RJ, 1986, 108 páginas

O poema de Ecilla Bezerra, “A Seca”, incluso nessa Coletânea,
que apresenta os poetas brasileiros em destaque no ano de
1986, transpõe para o papel o amargo lirismo que sova a
alma e o corpo do povo nordestino, dentro do fatalismo da
sua terra e de sua gente.










Título: Mapa Cultural Paulista – Edição 2011/2012
Autores: Ecilla Bezerra e outros
Gênero: Conto, crônica e poesia
Editor: Governo do Estado de São Paulo
Secretaria da Cultura, 138 páginas

A crônica de Ecilla Bezerra, “Café da Tarde”, premiada nas três
fases do Mapa Cultural Paulista: Municipal, Regional e Estadual,
consta dessa Coletânea elaborada pela Secretaria de Cultura
do Governo do Estado de São Paulo, em parceria com Abaçaí
– Cultura e Arte, representando a região da Baixada Santista.








Título: O Golpe
Autora: Ecilla Bezerra
Gênero: Comédia em um ato, 1997

Texto premiado em Festival de Teatro, apresentado pelo
Grupo de Teatro Jureia, que também recebeu prêmios para
melhor atriz e melhor ator. Conta o golpe aplicado por um
empresário falido para sair da situação financeira caótica
em que se encontra.







Título: A Viagem
Autora: Ecilla Bezerra
Gênero: Comédia em duas partes, 1998

Texto premiado em Festivais de Teatro, apresentado pelo
Grupo de Teatro Jureia, que também recebeu prêmios para
melhor ator, ator coadjuvante e cenário. Conta a viagem de
uma família pela América do Sul, quando, no retorno ao
Brasil, a avó morre de mal súbito perto da fronteira.










Título: Da Descoberta ao Ano 2000
Autora: Ecilla Bezerra
Gênero: Jogral

Texto premiado em Festival de Teatro, apresentado pelo Grupo
de Teatro Jureia. Os atores interpretam o texto e cantam
músicas de vários autores nacionais, satirizando a sociedade
brasileira desde o momento da descoberta até os dias atuais.









Título: Três Mulheres Chamadas Maria
Autora: Ecilla Bezerra
Gênero: Monólogo, 2003

Texto apresentado pelo ator premiado Dimi Gonzaga. Maria
Augusta, tenta resolver seu problema de virgindade. Maria
Amélia foi abandonada pelo marido, que a trocou por uma
jovem de vinte anos. Maria Eugênia é uma senhora idosa,
que cuida do marido, acometido pelo mal de Alzheimer.







Título: Memórias de Alice
Autora: Ecilla Bezerra
Gênero: Romance
Editora: Livronovo, Águas de São Pedro, 2014, 178 páginas
ISBN: 9.788.580.681.7.34

O romance conta a história de Alice, desde o seu nascimento,
em 1890 até 1941, mesclando a História com sua história de
vida, seu amor pelas filhas e pela culinária.




Nenhum comentário:

Postar um comentário