Time Coletaneas
1 2 3

SUMÁRIO


SOBRE A ACADEMIA

Fundada em Peruíbe, SP, no final de 2004, a Academia Peruibense de Letras comemora este mês seu 9º aniversário. A APLetras, como é conhecida, reúne moradores do município que se dedicam à literatura de modo geral e à escrita de modo particular.

Um dos seus principais objetivos é estimular o prazer de escrever, decorrente do prazer de ler, decorrente do prazer de conhecer, subordinado ao prazer de refletir sobre os prazeres anteriores. Traduzindo: se você não conhece, não pode apreciar. E quando você conhece, pode apreciar ou não, mas com fundamento.

Resumindo: a APLetras busca. Busca reunir escritores, estudiosos, pesquisadores. E procura estimular outros criadores criativos. A APLetras não é um conclave de magos, não tem solução para os problemas da humanidade (embora possa dar alguns palpites...): é uma entidade em busca do prazer de conhecer.

Eugenia Flavian: cronista, tradutora. Cadeira n° 25.

SOBRE O CATÁLOGO DE OBRAS DOS ACADÊMICOS (2014)

Como parte das comemorações do 10° Aniversário da APLetras, foi lançado o Catálogo de Obras dos Acadêmicos da APLetras de 2014.
A proposta deste catálogo é divulgar, no âmbito municipal e regional, tanto para as instituições públicas e privadas que atuam, apoiam ou se vinculam a cultura quanto ao público em geral, a produção literária dos acadêmicos, aumentando, dessa forma, a própria percepção pública da Academia, contribuindo também para motivar novos talentos para a arte e a técnica da escrita. Uma pequena edição impressa foi produzida, mas você pode fazer o download da versão eletrônica. É só clicar ao lado na figura da capa do catálogo .
SOBRE RESPONSABILIDADES E DIREITOS

As opiniões e juizos de valor emitidos nos textos de autoria dos acadêmicos colaboradores deste blog são de inteira responsabilidades dos mesmos e, portanto, não representam, necessariamente, opiniões ou juizos de valor da Academia Peruibense de Letras.

Todos os acadêmicos da APLetras que postam conteúdo com textos, imagens ou videos estão cientes das leis de direito autoral, portanto o pressuposto é que tais conteúdos sejam de autoria própria ou que estejam autorizados no caso de utilização de conteúdos de terceiros, caso em que deverão citar as fontes conforme estabelecido entre as partes, não cabendo a Academia responsabilidades por quaisquer perdas, danos ou conflitos de direitos que possam surgir entre elas. Caso isto ocorra, o cidadão que sentir-se prejudicado pode solicitar a remoção do vídeo, imagem ou texto que alegar de sua propriedade, enviando mensagem para DIRCULT

Fica autorizada a reprodução para fins não comerciais de trechos ou partes do conteúdo deste blog, desde que citado com o devido destaque o autor e com link para a página correspondente neste blog. Reitera-se que a reprodução de algumas imagens ou vídeos podem depender de autorização de terceiros.
COMO ENTRAR PARA A ACADEMIA

Segundo o Parágrafo 1º do Art. 9º do Estatuto Social da Academia Peruíbense de letras, são os seguintes os requisitos para a incrição de candidato a ocupar uma cadeira na Academia:

I) Ser brasileiro nato ou naturalizado;

II) Ser domiciliado no município de Peruíbe, há mais de cinco anos;

III) Possuir mais de 30 anos de idade;

IV) Ser autor de obra literária ou científica de reconhecido mérito.

Parágrafo 2º) Em se tratando de individualidade de reconhecido valor cultural, poderá, a juízo da Academia, ser dispensada a exigência no inciso III do parágrafo anterior (IDADE SUPERIOR A 30 ANOS).

Se você é escritor, preenche os requisitos acima e tem interesse em ser membro da Academia Peruibense de Letras envie cópias de suas obras principais junto com uma breve autobiografia para:

ACADEMIA PERUIBENSE DE LETRAS
Caixa Postal 141
CEP 11.750-000 PERUÍBE - SP

No início do segundo semestre de cada ano, a Academia avalia o mérito literário dos postulantes e os que forem selecionados tomarão posse em solenidade em data oportunamente divulgada.

2 comentários:

  1. Era bom deletar do texto "comemora seu 9° aniversário".

    ResponderExcluir
  2. No Estatuto está assim mesmo, mas tenho a impressão de que tiramos a possibilidade de apresentar "obra científica".

    ResponderExcluir